Segundo Poema Dedicado a Thaina

Thaina, meu coração não ficou satisfeito
Com o poema anterior que lhe ofertei.
Embora ele tenha lhe trazido alegria,
Ele expressa apenas uma parte
Do que eu gostaria de lhe dizer.

Alguns relacionamentos costumam
Machucar-nos com seus espinhos.
Outros relacionamentos costumam
Acariciar-nos com suas pétalas.

A sua alma delicada e amiga
Acredita na maciez das pétalas.
O seu olhar compreensivo
Possui a serenidade que reside
Na sabedoria e na paz de espírito.

E essa suavidade que o seu olhar irradia
Há de atrair pétalas multicoloridas,
Que cobrirão a sua vida de
Felicidade e alegria.

E o calor desse mesmo olhar, que evidencia
A pureza e o amor que há em seu coração,
Há de abrandar a aspereza dos espinhos que
Cruzarem o seu caminho no jardim da vida.

Por que, quando penso em você,
O seu olhar fica estampado
Na tela da minha mente?!…

Você é uma pessoa iluminada,
E, embora seja um anjo sem asas,
A leveza do seu coração
Nunca a impedirá de voar.

Sisi
29/10/2013
(Segundo poema dedicado a Thaina Medeiros)

Obs.: Este poema foi originalmente publicado na Categoria: Poemas Espiritualistas – nº 106.

http://felizardorealidademagica.com.br/?p=2683

Leave a Reply